Samba de Fato

Detalhes

19:00
23/08/2018
Auditório Radamés Gnattali
Alfredo Del-Penho voz e violão Paulino Dias percussão Pedro Amorim bandolim Pedro Miranda pandeiro. Samba de Fato é um grupo carioca integrado por Alfredo Del-Penho (voz e violão), Pedro Amorim (voz e bandolim), Pedro Miranda (voz e percussão), Paulino Dias (voz e percussão). Em 2007 o grupo lançou, ao lado da cantora Cristina Buarque, o CD duplo “O samba informal de Mauro Duarte”, em homenagem à obra cantor e compositor Mauro Duarte. Produzido por Alfredo Del-Penho, o disco contou com 30 faixas, dentre as quais músicas inéditas e fragmentos de músicas completadas por seu parceiro Paulo César Pinheiro como “Acerto de contas”, “Mineiro pau”, “O samba que eu lhe fiz”, “Falou demais”, “Compaixão”, “Engano”, “Começo errado”, “Lamento negro”, “Samba de botequim” e “Sublime primavera”. O show de lançamento do disco foi realizado no Centro Cultural Carioca, no Rio de Janeiro.  Entre os anos de 2007 e 2011 o grupo se apresentou semanalmente na casa de shows Trapiche Gamboa, no Rio de Janeiro. Em 2010 se apresentou, ao lado da cantora Cristina Buarque e do cantor e compositor Elton Medeiros, em show de lançamento do CD “O samba informal de Mauro Duarte”, dentro do projeto “Plataforma”, realizado no Sesc Pompéia, em São Paulo. Em 2011 o grupo realizou um show em homenagem ao centenário do compositor Pedro Caetano, ao lado da cantora Mariana Baltar, no Centro Cultural Carioca. Nesse mesmo ano participou da série “MPB na ABL”, na qual realizou sete shows no Teatro R. Magalhães Jr., na Academia Brasileira de Letras, no Rio de Janeiro, recebendo convidados como Monarco, Marcos Sacramento e Zé Renato. Foi o primeiro grupo a se apresentar no projeto “CCBB na Orla”, evento cultural gratuito promovido pelo Banco do Brasil na orla da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. Participou do evento "Paquetá de Portos Abertos", em que se apresentou na Casa de Artes de Paquetá, no Rio de Janeiro. Em 2012 participou do projeto “Musicafinidades (Ecos de 22) - E tudo acaba em samba”, realizado pela Funarte na Sala Funarte Sidney Miller, no Rio de Janeiro, com o intuito de levar ao palco alguns dos artistas responsáveis pela revitalização do samba no bairro da Lapa carioca, mostrando a verdadeira identidade brasileira almejada pelos modernistas em 1922. Em 2015 comandou o espetáculo “Rosa de Ouro 50 Anos”, no Teatro Sesc Ginástico, no Rio de Janeiro, em quatro apresentações com participações especiais de Áurea Martins e Mariana Baltar, Nilze Carvalho e Luiza Dionizio, Ana Costa e Glória Bomfim, Nina Wirtti e Marcos Sacramento. Na ocasião, apresentaram a música “Rosa canção” (Alfredo Del-Penho e Moyseis Marques), escrita especialmente para o espetáculo. Em 2017 comemorou seus 15 anos de grupo com uma temporada semanal aos sábados na casa de shows Trapiche Gamboa, no Rio de Janeiro.

Compre seu ingresso aqui!


Mídias:

 

curta nossa página

Parceiros:
EPM