Casa do Choro abre as portas para a Escola Portátil de Música

 

Inaugurada no ano passado, a Casa do Choro tem, cada vez mais, sido palco de importantes encontros musicais e um alento para os amantes deste que é importante gênero musical genuinamente brasileiro. Às vésperas de dar início à festança anual em comemoração ao dia do choro, com o 7º Festival Nacional do Choro, o espaço abre as portas para a mais importante escola do gênero.

A Escola Portátil de Música foi criada em 2000 por um grupo de músicos de choro que sentiu a necessidade de passar adiante seus conhecimentos sobre o choro. De lá pra cá, sua trajetória tem sido marcada pelo crescimento e sucesso. O que começou com cerca de 50 alunos na Sala Funarte, já tendo passado pela UFRJ e pela Glória, atualmente reúne semestralmente no campus da Unirio, na Urca, 35 professores e cerca de 1200 alunos.

A Casa do Choro, que fica na Rua da Carioca número 38, começou a receber este mês as primeiras aulas veiculadas à Escola Portátil de Música. Já são mais de 200 alunos em 32 turmas, com inscrições permanentemente abertas. Ainda que siga um calendário diferente, a EPM na Casa do Choro oferece a mesma tradição musical que vem sido referência na zona sul da cidade há 15 anos. A formação é completa (teórica e prática) e possibilita ao aluno a chance de trabalhar dentro de qualquer estilo musical para além do choro.

Referência de formação profissional para músicos e entretenimento garantido para os cariocas que já estão habituados aos ensaios semanais abertos aos pés do Morro da Urca, a EPM promove aulas de flauta, clarinete, saxofone, trompete, trombone, tuba, bombardino, contrabaixo, violão, cavaquinho, bandolim, pandeiro, percussão, piano e canto - sem falar das aulas de apreciação musical, teoria musical, harmonia e prática de conjunto. 

Desenvolvido pelo Laboratório Ipê.