Apoiado pelo BNDES, Festival promove semana dedicada ao choro no Rio

O 7º Festival Nacional de Choro, que começa hoje no Rio, tem um grande parceiro: o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Desde a restauração e viabilização do uso do imóvel sede do Instituto Casa do Choro, o BNDES tem sido patrocinador desta iniciativa que mantém viva a memória de um dos gêneros musicais brasileiros mais importantes. O concerto de abertura do Festival, com o grupo Os Matutos, acontece no Espaço Cultural BNDES, no Centro, às 19h. 

A programação do Festival se estende pela semana com programação didática de terça-feira (19) a sábado (23) na Casa do Choro, Rua da Carioca, número 38. No espaço da casa vão rolar workshops, oficinas e bate-papos com grandes personalidades da música nacional. A Casa do Choro guarda amplo acervo do gênero e recebeu apoio de R$ 3 milhões do Fundo Cultural do BNDES para obras de restauro e aquisição de mobiliário, instalações e equipamentos.

No sábado (23) Dia Nacional do Choro e aniversário do mestre Pixinguinha, uma série de shows marca o encerramento do Festival, a partir das 12h, na Praça Tiradentes. Lá acontecerão apresentações dos seguintes grupos e artistas: Cristovão Bastos (homenageado desta edição do festival), Jorge Cardoso (CE), Fernando César e Regional (DF), Só Alegria, Mauro Senise e Gilson Peranzetta, Adelson Viana (CE) e Kiko Horta, Luciana Rabello, Maurício Carrilho, além da Furiosa Portátil.

O 7º Festival de Choro apresenta um panorama contemporâneo do gênero e cria uma rede de troca de conhecimentos, por meio de uma série de concertos e palestras gratuitos. Essa é a segunda vez que o BNDES patrocina o evento, cuja expectativa de público é de 10 mil pessoas. Confira a programação completa: bit.ly/IncriçõesFestival

Desenvolvido pelo Laboratório Ipê.